Especialização dos espaços de coworking - CWK Coworking

Voltar

Especialização dos espaços de coworking

O coworking existe no Brasil desde 2008. No início, os espaços abrigavam muitas startups e freelancers, de diferentes segmentos. Mas, hoje, os ambientes coworkings têm se especializado em mercados, diante à crescente demanda de separação por nichos. A CWK, por exemplo, é focada no atendimento a empresas mais formais. Essa especialização está ganhando cada vez mais adeptos, diante aos benefícios particulares que oferece.

Ter colegas de trabalho de diferentes grupos profissionais pode exigir requisitos muito diferentes. Mas, isso não quer dizer que você não pode ter pessoas de diferentes origens e objetivos trabalhando no mesmo espaço – na verdade, este é um benefício significativo do coworking, desde que se complementem.

Muitas pessoas podem ter dificuldade de equilibrar essa divergência de configuração de trabalho compartilhado. Redatores, por exemplo, necessitam de silêncio absoluto, enquanto aqueles que trabalham com relações públicas precisam atender o telefone constantemente. Para essas pessoas, isso pode gerar conflitos que as impedem de exercer o trabalho de forma eficaz, em vez de promover a cooperação.

Profissionalmente, os espaços de coworking especializados permitem rapidamente promover fortes laços entre os colegas de trabalho. Quando as pessoas do mesmo campo se reúnem, os seus interesses similares permitem que elas se conectem mais facilmente. Assim, o espaço de coworking pode se tornar uma porta de entrada para uma rede especializada.

Expansão do conceito

A maioria dos espaços de coworking eram utilizados por pequenas empresas ou freelancers. Mas esse cenário tem mudado. Nós, da CWK, temos percebido que um número considerável de médias e grandes empresas têm testado a ideia de abrir parte de seus escritórios em espaços de coworking. Aqueles que fazem isso percebem que podem se beneficiar de um tal conceito, como localização privilegiada, bom espaço para reuniões e salas privadas.

Podemos dizer que o coworking está ensinando, não apenas aos freelancers e startups, mas a todas as empresas, de diferentes segmentos, que as pessoas podem são capazes de exercer seu trabalho em espaços compartilhados, se interagindo ou não. O mercado de especialização dos espaços de coworking tem presenciado um crescimento nos últimos tempos, e que está previsto para continuar.

Bruna Lofego

Bruna Lofego é administradora, formada pela UNA, com 15 anos de experiência em administração de empresas e 12 em empreendedorismo. Cursou especialização em marketing digital na ESPM e pós graduação em Marketing na UNA. Há cinco anos fundou a CWK Coworking, em expansão por todo o Brasil e se especializou na terceirização de serviços operacionais. É autora do Blog da CWK em que aborda a gestão de um espaço de coworking e empreendedorismo em geral.

Veja outros posts do autor

Fique atualizado

Receba um conteúdo exclusivo da CWK diretamente no seu e-mail.

4 respostas para “Especialização dos espaços de coworking”

  1. […] Espaços de coworking são a mais nova tendência, e podem ser uma excelente escolha tanto para freelancers e startups quanto para médias e grandes empresas. Em um espaço de coworking, você compartilha um escritório com outras pessoas, ou pode contratar um espaço particular ou uma mesa designada, ou até mesmo optar por um escritório virtual – um serviço que constitui, em sua maioria, no atendimento telefônico personalizado com o nome da empresa da pessoa, o gerenciamento das correspondências e o uso do endereço comercial. […]

  2. […] Leia também: Especialização dos espaços de coworking […]

  3. […] grupos que se disponibilizam a trabalharem em um coworking estão empenhados a desenvolverem suas atividades com toda a força. Muitos deles, embora já […]

  4. […] assim, é bastante comum que o coworking especializado siga o perfil dos respectivos profissionais que trabalham no local. Isso ocorre porque as empresas […]

Deixe uma resposta

Assine nossa Newsletter