Voltar

Minha empresa pode migrar para um escritório coworking?

É comum as pessoas relacionarem o termo “escritório coworking” à startups diferentonas e profissionais autônomos que querem começar seus negócios com baixo custo. Entretanto, os espaços compartilhados de trabalho são muito mais flexíveis e abrangentes que isso.

Atualmente, há escritórios compartilhados que atendem à todos os gostos, desde as startups mais modernas até as empresas mais tradicionais. Inclusive, existem até os coworkings de nicho, que estão ganhando cada vez mais adeptos.

Mas, como saber se o modelo de negócio da sua empresa se encaixa num escritório coworking? Bem, é sobre isso que falaremos a seguir.

 

Que negócios podem migrar para um escritório compartilhado?

 

O perfil de empresas que utilizam coworking começou a mudar em 2018. Empresas de todos os setores, como vendas, contabilidade, finanças e consultoria já migraram para os escritórios compartilhados.

Além disso, com os escritórios coworkings de nicho surgindo a todo vapor, estúdios de fotografias, foodtechs e fintechs, por exemplo, podem encontrar espaços colaborativos totalmente montados e prontos para o uso de determinados grupos.

De acordo com Bruna Lofego, CEO & Founder da CWK Coworking e criadora do método “Como montar um coworking de sucesso”, qualquer tipo de negócio pode funcionar muito bem em um coworking, exceto lojas – porque estas precisam ficar abertas para a rua para atrair clientes.

Ainda segundo a especialista, um empecilho para migrar de um ponto comercial para um escritório coworking – independente do negócio da empresa ou do seu porte – é o espírito individualista. Afinal, os coworkings são espaços coletivos. Se você não está aberto a isso, é mais viável manter a empresa em um espaço somente seu.

 

Migrar para um coworking pode, até mesmo, influenciar a vida dos colaboradores

 

São inúmeros os benefícios da migração de uma empresa para um escritório compartilhado. Mas, um benefício em especial chamou muito a atenção: a influencia positiva disso na vida pessoal dos colaboradores.

De acordo com o estudo Censo Coworking Brasil 2018, mais de 60% dos coworkers estudados indicaram melhora em diversos fatores, como saúde, vida social, networking profissional e até organização pessoal.

Ainda seguindo o estudo, 66% dos pesquisados não trocariam o escritório coworking pelo escritório tradicional, mesmo que estes tenham custo igual.

Então, o que falta para você iniciar a migração da sua empresa? Deixe seu comentário. Também aproveite para baixar gratuitamente o eBook Passo a passo para migrar sua empresa para um Coworking. Com esse guia você saberá tudo que precisa fazer, independente do porte, para usufruir das vantagens do escritório coworking.

Fique atualizado

Receba um conteúdo exclusivo da CWK diretamente no seu e-mail.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine nossa Newsletter e fique por dentro das novidades CWK