Voltar

Plano de Negócios – Dicas

Escrever um plano de negócios sempre é um problema. Primeiro, porque nem sempre você entende do assunto, mas já que todo mundo fala que uma empresa tem que ter um plano de negócios, você se sente obrigado a escrevê-lo. Segundo, porque existem diversas forma de escrevê-lo e você sempre vai ficar na dúuvida de qual método seguir. Pra complicar mais ainda, existem vários softwares no mercado que te auxiliam e sempre há duvida de qual deles utilizar. No meio dessa confusão toda, o tempo passa e você acaba montando o seu negócio sem fazer o tal plano de negócios, porque ele “soa” complicado demais.

Na verdade, o plano de negócios nada mais é do que o planejamento de qual caminho sua empresa vai traçar. Quando você estiver pensando nelea algumas perguntas naturalmente irão surgir e a resposta faz com que você desenhe a trilha por onde seguir. Qual vai ser o seu produto/serviço? Como você pode produzí-lo? Quanto vai te custar produzí-lo? Como você vai fazer para vendê-lo? E pra quem você vai vendê-lo? A qual preço você vai vendê-lo? Como você vai fazer para promover seu produto? Quais serão os custos que você vai ter para manter o seu negócio (capital de giro). Muito importante também é definir quanto você pretende ter de retorno financeiro, seja em pro-labore, seja em remuneração do capital ou em ambos.

Uma maneira mais simples de escrever um plano de negócios é seguir um roteiro pré definido. Lembre-se que o volume do seu plano de negócios não tem que ser enorme, se o seu ramo de atividade é simples, nao há porque complicá-lo e, principalmente, ficar escrevendo demais à toa. Abaixo, alguns itens que são essenciais para um ponto de partida na escrita do plano:

– Primeiramente, definir para que escrever o plano de negócios: pode ser para checar se o negócio é viável financeiramente, pode ser para conseguir um empréstimo/financiamento. É importante ter claramente qual objetivo do plano de negócios e assim entender quais itens precisam ser mais bem definidos.
– Definir: Visão, missão, valores, objetivos;
– Fazer uma análise SWOT (FOFA) definindo ambiente externo e interno do negócio;
– Definir as estratégias: vendas, distribuição, marketing, finanças e etc. (As perguntas do início deste post respondem algumas dessas estratégias);
– Analisar os concorrentes existente no mercado;
– Definir as metas para os próximos três3 anos – não existe regra para sugerir essas metas, elas podem ser metas de receitas, clientes, lucros, mas o importante é que estejam alinhadas as suas estratégias.

Temos um e-book para você que quer aprender a criar seu Plano de Negócios da maneira correta para obter sucesso no negócio

BAIXE GRATUITAMENTE AQUI

As planilhas financeiras que geralmente compõem um plano de negócios só podem ser elaboradas se você possui efetivamente conhecimento na área. Se não possui, tente procurar na internet um guia de como fazer uma DRE (Demonstração do Resultado do Exercício). A DRE de uma pequena empresa geralmente vai retratar bem a realidade da mesma. Ou então, procure contratar alguém para fazer a planilha para você. Projetar um resultado futuro, mesmo que aproximado, vai ser essencial para o negócio, inclusive, é muito comum ao projetar uma DRE, os resultados não serem iguais os esperados e a estratégia, nesse caso, terá que ser alterada.

Para pequenos negócios, o Sebrae (www.sebrae.com.br) costuma ter bons guias para se planejar uma empresa e levar adiante o projeto. É muito difícil indicar um guia de plano de negócios, mas uso muito o site www.planware.org para me direcionar e, principalmente, não esquecer nenhuma etapa importante. Nunca deixe uma empresa terceirizada escrever o plano de negócios sem que você esteja 100% envolvido no processo. Primeiro, porque afinal, quem vai tocar o negécio é você. E- segundo, porque se você não tiver interesse em participar do próprio planejamento de sua empresa, é melhor nem abrir uma….

Gostou? Preparamos também um exemplo de fluxo de caixa para você preencher e conseguir se organizar antes de tomar a decisão de iniciar seu negócio.

Clique aqui e baixe sua planilha de fluxo de caixa

Bruna Lofego

Bruna Lofego é administradora, formada pela UNA, com 15 anos de experiência em administração de empresas e 12 em empreendedorismo. Cursou especialização em marketing digital na ESPM e pós graduação em Marketing na UNA. Há cinco anos fundou a CWK Coworking, em expansão por todo o Brasil e se especializou na terceirização de serviços operacionais. É autora do Blog da CWK em que aborda a gestão de um espaço de coworking e empreendedorismo em geral.

Veja outros posts do autor

Fique atualizado

Receba um conteúdo exclusivo da CWK diretamente no seu e-mail.


6 respostas para “Plano de Negócios – Dicas”

  1. Obrigado , eu tenho sido recentemente procurando informações aproximadamente este assunto há muito tempo eo seu é o melhor que se apoderou até agora. No entanto, o que no que diz respeito à conclusão de ? Você está certo no que diz respeito à oferta ? 😉 😉

  2. Bem, esse é o meu primeiro check-out para https://www.cwk.com.br ! Somos um grupo de voluntários e iniciar uma nova iniciativa em uma comunidade regional em exatamente o mesmo nicho. Seu blog nos forneceu informações valiosas para trabalhar. Você tem feito um trabalho maravilhoso ! . Eu vou voltar!

  3. Bruna Bruna disse:

    Muito Obrigado! 😉

  4. […] empresários ainda acham que um plano de negócios é para os investidores, e os investidores são necessários para construir uma startup. Mas eles […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine nossa Newsletter